POR QUE NA PRÁTICA A TEORIA É OUTRA COISA(?): UMA REFLEXÃO SOBRE A FORMAÇÃO E A RESPEITO DO LUGAR SOCIAL DO PROFESSOR CONTEMPORÂNEO

Antonio Luiz da Silva

Resumo


Neste ensaio, baseado numa observação participante, refletirei sobre a formação dos profissionais de educação. No primeiro tempo, destacarei a formação dos educadores, admitindo inclusive que alguns dispõem de baixa qualificação para o exercício do magistério. No segundo momento, lembrarei que não é possível pensar o professor como alguém que não dispõe de nenhum saber, que está zerado, mesmo alguns tendo qualificação insatisfatória. No terceiro instante enfatizarei que a prática pedagógica, inserida no campo dos saberes e fazeres humanos, é ação científica. Sendo assim, todo professor deve ao menos aspirar uma inserção mais séria no mundo da ciência. Finalizando, reconheço que na escola e na educação nem sempre o real está próximo do ideal. Mas o ideal não precisa ser o inatingível. Julgo ser importante não perder de vista que o não poder fazer tudo o que se deseja pela educação e pela escola não autoriza ou legitima o cruzar os braços e o não fazer absolutamente nada.


Texto completo:

PDF


Revista Campo do Saber

ISSN: 2447-5017

Centro Universitário Uniesp

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303