PRÁTICAS DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA (P+L): UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA DO SETOR DE CONFECÇÕES DO SERTÃO PARAIBANO

Karliene de Sousa Silvino, Mary Dayane Souza Silva

Resumo


O interesse crescente sobre às questões ambientais tem levado as organizações a adotarem inúmeras práticas sustentáveis na busca por uma produção mais limpa como diferencial competitivo. Nessa perspectiva, o presente estudo tem como objetivo analisar as práticas de produção mais limpa desenvolvidas em uma indústria de confecções do sertão Paraibano, por meio de uma pesquisa qualitativa do tipo exploratória e descritiva, a partir de um estudo de caso. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas semiestruturadas, com o gestor e colaboradores da organização, e as análises de forma interpretativa. Os resultados demostraram que a empresa tem buscado ampliá-las por meio da melhor atuação ambiental de seus processos, destacando-se a reciclagem interna, reaproveitamento de resíduos e seu reuso na confecção de um tijolo ecológico. Observou-se ainda, que embora a empresa tenha realizado adoção de ações sustentáveis no processo de produção, está ainda se encontra em fase embrionária na compreensão das práticas que envolvem as ações de produções mais limpa (P+L).

Palavras-chave: Produção mais limpa. Práticas sustentáveis.  Indústria.


Texto completo:

PDF

Referências


ALYRIO, R. D. Métodos e técnicas de pesquisa em administração. Volume único. Rio de Janeiro: Fundação CECIERJ, 2009.

BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

COSTA, N. P. Gerenciamento de resíduos sólidos nas pequenas e médias empresas de Itabirito–MC. Estudo de caso: Produção mais limpa em empresa do setor têxtil. 206 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto-MG, 2010.

FONSECA, M. A. P.; MARTINS, M. F. Produção mais limpa no setor de cachaça: Estudo em engenho no estado da Paraíba. Pensamento Contemporâneo em Administração, Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, p. 117-130, jan./mar, 2018.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, mar./abr, 1995.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MACIEL, D. S. C.; FREITAS, L. S. Análise do processo produtivo de uma empresa do segmento de cerâmica vermelha à luz da produção mais limpa. Produção Online, Florianópolis-SC, v. 13, n. 4, p. 1355-1380, out./dez, 2013.

MARTINS, P. G. Administração de materiais e recursos patrimoniais. 3.ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

MEDEIROS, D. D.; CALÁBRIA, F. A.; SILVA, G. C. S.; FILHO, J. C. G. Aplicação da Produção mais limpa em uma empresa como ferramenta de melhoria contínua. Production, São Paulo-SP, v. 17, n. 1, p. 109-128, jan/abr, 2007.

MELLO, M. C. A. Produção mais limpa: Um estudo de caso na AGCO do Brasil. 113 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.

PEREIRA, G. R.; PINTO, F. S. S. A. Uma análise da produção mais limpa no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Ambientais, Rio de Janeiro, v. 1, n. 24, p. 17-26, jun, 2012.

POLIDÓRIO, G. R. P. O estágio de adoção das práticas de produção mais limpa na cadeia de suprimentos de artefatos de couro do oeste paulista. 132 f. Dissertação (Mestrado em Administração de empresas) – Escola de Administração de empresas de São Paulo, São Paulo -SP, 2009.

REIS, P. R. R. (2004). Logística empresarial como estratégia competitiva: caso do centro de distribuição da Ambev. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Departamento de Ciências Contábeis) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis-SC.

ROCHA, A. C.; GOMES, C. M.; KNEIPP, J. M.; CAMARGO, C. R. Gestão sustentável da cadeia de suprimentos e desempenho inovador: Um estudo multicaso no setor mineral brasileiro. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 293-316, abr./jun. 2015.

RODRIGUES, M. M. P. Produção mais limpa aplicada ao processo produtivo de artefatos em pedra sabão, em oficinas do Distrito de Santa Rita de Ouro Preto, MG. 208 f. Dissertação (Mestrado em Sustentabilidade Socioeconômica e Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto-MG, 2016.

SELEGHIM, A. P. D.; SILVA, A. J. Estudo para implantação de produção mais limpa no contexto das pequenas e médias empresas do segmento têxtil. In: ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO EMPRESARIAL E MEIO AMBIENTE, 2016, São Paulo. Anais eletrônicos. São Paulo: FEA-USP, 2016. Disponível em: http://engemausp.submissao.com.br/18/anais/arquivos/383.pdf. Acesso em: 26 ago. 2019.

SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. (2003a). Implementação de Programas de Produção mais limpa. Porto Alegre, Centro Nacional de Tecnologias Limpas SENAI-RS/UNIDO/INEP, p. 42.

SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (2003b). Cinco fazes da implantação de técnicas de produção mais limpa. Porto Alegre, UNIDO, UNEP, Centro Nacional de Tecnologias Limpas SENAI, p. 103.

SEURING, S.; MULLER, M. From a literature review to a conceptual framework for sustainable supply chain management. Journal of Cleaner Production, v. 16, p. 1699-1710, 2008.

SILVA, G. C. S.; MEDEIROS, D. D. Metodologia de checkland aplicada à implementação da produção mais limpa em serviços. Gestão & Produção, São Carlos-SP, v.13, n.3, p. 411-422, set./dez, 2006.

SILVA, L.; FRITSCH, R. L. C.; SILVA, V. M. Metodologia de produção mais limpa (P+L): abordagem conceitual e casos. Ciência & Tecnologia, Cruz Alta - RS, v.2, n.2, p.49-56, dez, 2018.

SRIVASTAVA, S. K. Green supply-chain management: A stateof the art literature review. International Journal of Management Reviews, v.9, n.1, p.53-80, 2007.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.




Revista Campo do Saber

ISSN: 2447-5017

Centro Universitário Uniesp

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303