SÍNDROME DE BURNOUT: OS EFEITOS NOS VENDEDORES DE UMA CONCESSIONÁRIA DE VEÍCULOS

Eduardo Ferreira Chagas, Márcia de Albuquerque Alves

Resumo


O presente estudo de caso visa esclarecer e avaliar os efeitos da Síndrome de Burnout em vendedores de diversos setores de uma concessionária de veículo, por se tratar de uma empresa do ramo automotivo com diversos setores que juntos abrangem áreas afins. A fundamentação teórica baseia-se em estudos sobre a síndrome que tem o esgotamento profissional como um dos seus fatores predominantes, após descrição e embasamento teórico, para identificar os efeitos da síndrome, foi aplicado um questionário com um quantitativo de 13 vendedores de uma concessionária de veículos, sendo 7 homens e 6 mulheres de diversos setores de vendas. A análise ocorreu de forma quantitativa, os dados foram coletados e os percentuais analisados de acordo com índice de sintomas, através de questionário feito pelo autor do presente estudo baseando-se no Maslach Burnout Inventory (MBI-GS). Os resultados verificados com o universo de entrevistados mostraram que a Síndrome de Burnout se apresenta sim, em estágios iniciais em um quantitativo da amostra, porém com índices controláveis, os entrevistados estão realizados profissionalmente, no entanto em pequena escala apresentam características de exaustão emocional.

Palavras-chave: Burnout. Efeitos. Esgotamento Profissional.

 


Texto completo:

PDF

Referências


BALLONE, GJ. – Síndrome de Burnout – in. Psiqweb, Internet, disponível em www.psiqweb.med.br, revisto em 2009. Acesso em 13/02/2021.

CAMPOS, Rosângela Galindo. Burnout. Uma revisão integrativa na enfermagem oncológica. [Dissertação de mestrado em enfermagem]. Escola de enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, 2005.

FIORILLO. Celso Antônio Pacheco. Curso de Direito Ambiental Brasileiro, 4º ed. São Paulo: Ed. Saraiva, 2003.

GODINHO. Mauricio Delgado. Curso de Direito do Trabalho, 15º ed. São Paulo: Ed. LTR Editora LTDA, 2016.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Record, 1997.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GIANASI, L.; BORGES, L. Síndrome de Burnout no setor de transporte de Natal. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol.25. n 3, pp 297-305. 2009.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MASLACH, Cristina. Burnout. The Cost of Caring. Englewood Cliffs, NJ. Prentice-Hall, 1982.

MARKONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisas: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo: Atlas, 1996.

MASLACH, C.; LEITER, M.P. The truth about Burnout: How organization cause personal stress and what to do about it. San Francisco: Jossey-Bass. 1997.

MASLACH, C.; LEITER, M.P. Trabalho: fonte de prazer ou desgaste. Campinas: Papirus, 1999.

MASLACH, C. Entendendo o Burnout. In. A.M. ROSSI, P.L., Perrewé, & S.L. Sauter (Eds.), Stress e qualidade de vida no trabalho (pp. 41-55). São Paulo, SP: Atlas, 2005.

SOUSA, I.F.; MENDONÇA, H. Burnout em professores universitários: impacto de percepções de justiça e comprometimento afetivo. Psicologia e Pesquisa. Out-Dez 2009, Vol.25, n.4, p. 499-508.

TRIVIÑOS, A.N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo, Atlas, 2000.

YIN, R.K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, p. 226-228, 2001.




Revista Campo do Saber

ISSN: 2447-5017

Centro Universitário Uniesp

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303