DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL DE UMA EMPRESA FAMILIAR DO SETOR DE SAÚDE EM JOÃO PESSOA – PB

Luciane Albuquerque Sá de Souza, Luciana Ribeiro Rabay Butcher

Resumo


As empresas familiares são a forma predominante de empresa em todo o mundo. Estimativas apontam que elas ocupem de 65% a 80% do total; no Brasil, todavia, elas correspondem a 90% das empresas no país. O objetivo principal deste artigo é o de apresentar um diagnóstico de gestão de uma empresa familiar do setor médico (localizada na cidade de João Pessoa – PB), analisando os impactos dos elementos internos e externos no desenvolvimento da mesma. Esta pesquisa possui delineamento qualitativo e está caracterizada como um estudo de caso onde foram utilizados instrumentos de coleta e análise de dados, tais como observação e entrevista. Após compreender a distribuição dos sócios a partir do modelo de três círculos e identificar os estágios nos quais a empresa do setor médico estudada se encontra em termos do modelo tridimensional de desenvolvimento, foi possível verificar que cada dimensão possui uma qualidade ligeiramente diferente e que o ritmo e o padrão de desenvolvimento ao longo do tempo são diferentes para os sócios e demais colaboradores da empresa. Tal compreensão se faz necessária para a construção do processo de sucessão gradual, que culminará no estágio de passagem do bastão e na entrada da fase de maturidade da empresa do setor médico. Na análise do modelo tridimensional de desenvolvimento verificamos que, no eixo da empresa a empresa do setor médico encontra-se no período de expansão/formalização, no eixo da propriedade as ações acontecem num misto entre sociedade entre amigos e consórcio de herdeiros, e que no eixo da família, vivem uma relação entre a entrada de novos integrantes da família e o trabalho em conjunto.

Texto completo:

PDF


Revista Campo do Saber

ISSN: 2447-5017

Centro Universitário Uniesp

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303