SISTEMAS ROTATÓRIOS E RECIPROCANTES NA ENDODONTIA

Fernanda de Araújo Trigueiro Campos, Cristiane de Araújo Maia Silva, Juliana Pedrine Aguiar, Andrê Parente de Sá Barreto Vieira, José Matheus Claudino Ferreira, Magnólia Fernandes Ferreira

Resumo


Este trabalho teve como objetivo explorar e analisar alguns dos sistemas mecanizados rotatórios e reciprocantes disponíveis no mercado, para a realização do tratamento do canal radicular mais rápido, seguro e eficaz. Devido à grande variedade de sistemas disponíveis, torna-se importante estudar alguns deles, de uma forma simples e objetiva, conhecendo um pouco mais sobre o assunto, será possível escolher a melhor opção dentre tantas, proporcionando um tratamento mais rápido e seguro, confortável para o profissional e para o paciente, ou seja, um tratamento mais eficiente. O material foi obtido por meio de uma busca ativa realizada nas bases de dados: portal CAPES, BIREME, SCIELO, MEDLINE, GOOGLE ACADÊMICO por meio dos seguintes descritores: Tratamento do canal radicular, Endodontia, Preparo do canal radicular e na língua inglesa: Root Canal, publicações analisadas serão teses, monografias, dissertação e artigos científicos publicados entre 2000 e 2018. A busca na base de dados ocorreu entre maio de 2017 e março de 2018. Foram utilizadas as seguintes palavras-chaves: Endodontia, Canal Radicular,Tecnologia em Endodontia, Sistemas Rotatórios e Reciprocantes. Após as análises feitas nos estudos observa-se a relevância dos sistemas mecanizados na Endodontia nos dias atuais, tanto na rapidez, onde hoje o tratamento pode ser realizado sem nenhum problema em apenas uma sessão, quanto na segurança, devido as novas ligas de NiTi e M-Wire, tratadas termicamente com uma capacidade de elasticidade absurda, evitando acidentes como fraturas, e também a eficácia, pois, juntando tudo isso temos um tratamento de muita qualidade. Pode-se concluir que o conhecimento das tecnologias que surgem a cada dia é de suma importância para a realização de um tratamento endodôntico satisfatório, porém é sempre importante conhecer o que já passou e entender como se deu essa evolução, para que assim, a escolha pelo sistema que melhor se adéqua ao profissional seja feita. Contudo a evolução dos instrumentos é crescente, a escolha de qual sistema utilizar depende do ponto de vista do operador, que escolherá o que melhor atender suas necessidades, de acordo com as suas condições, habilidade, tempo operatório e anatomia do canal radicular.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Campo do Saber

ISSN: 2447-5017

Centro Universitário Uniesp

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303