CADASTRO 3D DA CASA DA PÓLVORA COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO DE PATRIMÔNIOS HISTÓRICOS

Gilmara Dannielle de Carvalho Rocha

Resumo


O IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, desde sua criação em 1930, realizou o tombamento de diversos bens culturais, e no estado da Paraíba essa ação de tombamento é relatada desde 1937, quando foram tombados vinte e um bens culturais, entre as edificações temos a Casa da Pólvora. De acordo com visita técnica, essa edificação não dispõe de um plano de gestão baseado em um sistema de informação territorial e que contenha informações referenciadas ao sistema de referência geodésico. A necessidade crescente da informação vertical no cadastro tornou-se evidente, onde são comuns as obras de engenharia abaixo e acima da superfície terrestre. Essa situação não é diferente, nos patrimônios históricos, pois a relevância da execução do cadastro de patrimônios não envolve somente do levantamento da documentação histórica, mais a representação cartográfica, contendo informações precisas dos limites e detalhes contidos na estrutura física da edificação, com o intuito de registrar de forma fiel e espacializada as geometrias, em relação ao Sistema de Referência Geodésico. Pensando nisso foi aplicado diferentes métodos terrestres de medição geodésica para determinar as coordenadas dos pontos de detalhes necessários para geração da modelagem tridimensional. Como resultado foi criado o cadastro 3D da Casa da Pólvora no ambiente SIG - Sistema de Informação Geográfico, possibilitando consultas e a geração de mapas temáticos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Acta Scientia

ISSN: 2596-2078

Instituto de Educação Superior da Paraíba

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303