QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS: UM ESTUDO COM PRATICANTES DE TREINAMENTO RESISTIDO EM ACADEMIAS DA CIDADE DE JOÃO PESSOA/PB

JOSEMARY MARCIONILA FREIRE R. DE CARVALHO, DIEGO TRINDADE LOPES, JEANE ODETE FREIRE DOS SANTOS CAVALCANTI, RANDBERG DIAS DOS SANTOS LOPES

Resumo


Quando a atenção é voltada para qualidade de vida de idosos, compreende-se a real necessidade de novas intervenções, estimularem a prática de exercícios físicos e informar a população sobre os benefícios obtidos, a fim de contribuir para um envelhecimento mais saudável. Cada vez mais a população de idosos está procurando o treinamento resistido dentro das academias de ginástica como forma de melhorar a qualidade de vida. Esse estudo teve como objetivo avaliar a satisfação de idosos praticantes de treinamento resistido em relação à sua qualidade de vida, o estudo foi realizado em academias na cidade de João Pessoa-PB. Os dados foram obtidos por meio de um questionário semi-estruturado que caracterizava a amostra e a Escala de Qualidade de Vida de Flanagan – EQVF. Tabulados em uma planilha no EXCEL e analisados no programa estatístico SPSS as dimensões da qualidade de vida identificadas na escala de Flanagan foram: desenvolvimento pessoal e realização; relações com familiares; participação social; bem-estar físico e material; amizade e aprendizagem. Os resultados mostraram maior satisfação para todas as variáveis do questionário e sugerem que o treinamento resistido atendeu as probabilidades esperadas, constatando que a mesma contribui para melhoria da qualidade de vida dos idosos.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos em Saúde

ISSN: 2596-206X

Instituto de Educação Superior da Paraíba

Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova. Cabedelo - PB. CEP 58109-303